FornosDaArgemela.2016

O Festival Fornos da Argemela é uma iniciativa de caráter cultural, que pretende divulgar o património gastronómico e cultural da União de Freguesias do Barco e Coutada.

A gastronomia como manifestação de cultura desempenha um importante papel de promoção dos produtos locais, recuperação de vivências e modos de fabrico de outros tempos, atrativo turístico em termos de fluxos internos e de dinamização da população.

Durante o Festival prevê-se um dia gastronómico em que o feijão será o rei, uma exposição que mostre toda a riqueza da região neste alimento.

Cabeço de Argemela –  40°9’18.66″N   7°36’12.95″W

O Cabeço de Argemela ergue-se a cota 746, sobranceiro ao rio Zêzere. Diz a lenda que nesta serra que, durante a ocupação romana viveria neste local uma bela jovem destinada a casar com um dos chefes lusitano próximo de Viriato. Os romanos raptam a jovem na véspera do casamento e torturam-na para descobrir onde se encontram as forças lusitanas. A jovem resistiu à tortura mas os romanos implacáveis queimam-na na fogueira. Diziam os habitantes locais que, próximo do local onde a rapariga teria sido queimada, era possível ouvi no ar gemidos. A origem do topónimo de Argelema deve-se à frase proferida por estes: “no ar geme ela”